O que é Inteligência Emocional?

Inteligência Emocional

Houve um tempo onde, o sucesso de uma pessoa era avaliado pelo raciocínio lógico e habilidades matemáticas e espaciais (QI). O tema “Inteligência Emocional” retoma uma nova discussão sobre o assunto, pois, a maioria das situações de trabalho é envolvida por relacionamentos entre as pessoas. Desta forma pessoas com qualidades de relacionamento humano, como afabilidade, compreensão, gentileza, têm mais chances de obter o sucesso.

        Inteligência Emocional nas cinco áreas de habilidades:

1. Auto-Conhecimento Emocional – reconhecer um sentimento enquanto ele ocorre.
2. Controle Emocional – habilidade de lidar com seus próprios sentimentos, adequando-os para a situação.
3. Auto-Motivação – dirigir emoções a serviço de um objetivo pessoal.
4. Reconhecimento de emoções em outras pessoas.
5. Habilidade em relacionamentos inter-pessoais.

Nossas emoções são talvez a maior fonte potencial capaz de unir todos os membros da espécie humana. Claramente, as diferenças religiosas, cultural e política não permitem isto, apesar das emoções serem “universais”.

As emoções foram desenvolvidas naturalmente através de milhões de anos de evolução. Como resultado, as emoções possuem o potencial de nos servir como um sofisticado e delicado sistema interno de orientação. Também nos alertam quando as necessidades humanas naturais não são encontradas, Por exemplo, quando nos sentimos sós, nossa necessidade é encontrar outras pessoas. Quando nos sentimos receosos, nossa necessidade é por segurança. Quando nos sentimos rejeitados, nossa necessidade é por aceitação. Quando nos sentimos incomodados com o comportamento de uma pessoa, nossas emoções nos alertam. Se nós aprendermos a confiar em nossas emoções e sensações isto nos ajudará a ajustar nossos limites que são necessários para proteger nossa saúde física e mental.

  A Inteligência Emocional está relacionada a habilidades de controlar nossos impulsos, canalizar emoções para situações apropriadas.

Todos nascem com o potencial das várias inteligências a partir das relações com o ambiente e aspectos culturais.  Para um adulto melhorar sua própria inteligência emocional, a primeira tarefa é desaprender certos hábitos para poder reaprender, devido ao fato que nossas emoções foram aprendidos na infância. A melhor maneira de tornar as pessoas mais inteligentes emocionalmente é começar a educá-las quando ainda criança. Ensinar o senso de respeito, de responsabilidade através do afeto. Não apenas falando ou impondo responsabilidades, mas compartilhando com ela.

Grande abraço e até o próximo post.

Therezinha Silveira

Anúncios