Otimismo na cura e prevenção de doenças

Pessoas felizes e otimistas enfrentam menos risco de sofrer doenças cardíacas e acidente vascular cerebral (AVC), segundo uma pesquisa da universidade de Harvard. Segundo pesquisa otimistas tendem a lidar mais efetivamente com suas condições, como seguir rigorosamente seu plano de tratamento, enquanto os pessimistas podem experimentar mais tensão e estresse, o que pode ter efeitos prejudiciais ao corpo.

‘’Ter expectativas positivas não vai apenas fazer você se sentir melhor, mas também tem potencial para fazer você viver mais”, diz Barefoot. O estudo foi publicado no jornal Archives of Internal Medicine. Os participantes da pesquisa que se mostraram mais otimistas também seguiam hábitos mais saudáveis, como se exercitar mais e seguir uma dieta balanceada, fatores que podem exercer influência na prevenção de doenças.

Otimismo é a disposição para encarar as coisas pelo seu lado positivo e esperar sempre por um desfecho favorável, mesmo em situações muito difíceis. A mudança do pessimismo para o otimismo envolve, de acordo com a terapia cognitiva, a mudança do estilo explicativo, ou seja, é preciso mudar a maneira como você vê as coisas. Ela tem eficácia porque pode ser usada de modo repetido sem necessidade de medicamentos. Ela produz resultados permanentes, conferindo ao indivíduo a possibilidade de mudar a si próprio.

A oposição entre otimismo e pessimismo é seguidamente evocada pelo “dilema do copo”: se ele é preenchido com água até a metade de sua capacidade, espera-se que um otimista diga que ele está “meio cheioe que um pessimista reconheça um copo “meio vazio“.

“Não é suficiente limpar as ervas daninhas e o mato”, afirma Seligman. “Se você quer rosas, tem de plantar uma rosa.” O otimismo sadio é buscar estar em contato com a sua realidade, 0 que certamente não signi- fica ser e pensar que tudo é bom e maravilhoso.” Sabemos que, devemos buscar sempre o ponto de vista positivo de cada situação procurando rir mais, pois o riso é comprovadamente o melhor remédio. Pessoas bem humoradas e otimistas vivem mais e com saúde. Segundo pesquisas.

Abração a todos, até a próxima.

Therezinha Silveira